domingo, 16 de novembro de 2008

Mais uma vez... Rejeitado.

Encontrar pessoas por site de relacionamento, ou salas de bate-papo configurou-se para mim em um erro e numa atitude de desespero. Parece que em minha cabeça, cada dia é uma chance de encontrar o grande amor de minha vida, e se eu ficar em casa, sem acessar a internet, sem procurar, ele poderá não me achar.

Mas com esses ambientes virtuais ás vezes vem surpresas boas, mas que no fim deixam marcas amargas. Ao me conhecer, disse logo que eu era igual ao que viu em fotos. Ok. Não iria e nem tinha porque mentir, mostra uma imagem que não era minha. Porém, logo de cara, já disse: só que na foto você era mais moreno.

Viagem, hospedagem, muita conversa, uma crítica ao meu andar, que segundo ele, parece-se com o do seu melhor amigo, que parece estar numa passarela. Não tem postura, anda encurvado. Já fiquei com um cachorro atrás da orelha.

A noite, num barzinho, numa cidade movimentada, águas termais, muita gente tomando banho, ele olhando sem parar para um cara da mesa vizinha. Disfarçava, olhava, virava o rosto...e assim ficou boa parte do tempo que ficamos na mesa. Não aguentei e perguntei o que ele tanto olhava? Interessou, vai atrás. Ele disse que não estava olhando pra nínguem.

A noite, no quarto do hotel, não estava para muita conversa e ele entrava e saía do quarto a todo momento, o que me irritou. Eu perguntei o que era que estava acontecendo, que ele entrava e saía toda hora. Eu sabia que estava de papo com o atendente do hotel que segundo ele era amigo, de outras vezes em que esteve lá. Tudo bem, não me importava com isso. Mas me deixasse assistir minha TV em paz. Daí começou a hora da verdade.

Primeiro ele disse que eu era ciumento e ele não gostava disso, e blah, blah, blah. Admiti: sou ciumento até certo ponto, e se a pessoa que está comigo está mais interessando em uma pessoa da mesa vizinha, que vá atrás. Melhor do que ficar humilhando quem está ao seu lado na mesa.

Disse não estar olhando, que foi impressão minha, não gostou do que falei pra ele ir atrás, e que ia verificar uma coisa, perceber uma coisa e depois a gente ia conversar.

Bem, se a conversa havia começado, ela ia terminar.

Forcei ele a dizer logo o que era que ele estava pensando, porque nós não tínhamos nada, não teria porque eu cobrar a ele nada, nem ele tampouco de mim.

E foi aí que veio o jorro: disse que eu havia dito a ele que era "na minha" e era discreto. Que era ativo. Mas que ele estava percebendo que havia algumas contradições, porque eu realmente era na minha, mas não era tão discreto assim, e que como a família dele acabou de saber da orientação dele, precisava encontrar alguém, mas que fosse igual a ele, discreto, ainda mais que o pai e o irmão não sabiam ainda, mas se esse alguem fosse eu, com certeza o pai e o irmão diriam logo que ele estaria tendo um "caso" comigo. E que ele achava que eu não era ativo/versátil porque eu não estava aparentando isso, e outras coisas mais.

Bem, a conversa toda na íntegra seria muito longa. Mas as palavras ainda giram em minha cabeça. Mais uma vez pensei ter encontrado a felicidade ao lado de algúem, mas ledo engano. Não nego que ele é uma pessoa maravilhosa. Mas retirei meu time de campo. Não quero ser empecilho na vida de nínguem, nem tampouco motivo de vergonha ou chacota.

Minha atitude foi somente acordar no outro dia, arrumar minhas coisas e voltar para minha cidade, enquanto que ele foi pra cidade vizinha, visitar amigos que até o dia anterior ele não iria visitar. Mas depois que eu falei em ir embora, ele resolveu ir. Ou seja, eu seria motivo de vergonha novamente. Compreendo-o. Mas a dor que eu sinto é incrível. Só tenho vontade de chorar quando lembro. Chorar pelo que? Pelo que ele disse? Pelo que ele é e eu não posso ter? Por mais uma vez ter acreditado em algo, e ver essa crença destruída?

Sou o gay mais idiota que existe, chego a ser ridículo ás vezes.

11 comentários:

  1. A fórmula do amor, será que existe?
    E como polpar-se de desapontamentos, como não sofrer, é possível? Não, respondo! Tudo faz parte, nós somos a impressão daquilo que vivemos, somos construídos de alegrias e tristezas, nossa maturidade depende disso.
    Num esbarrão na rua, em um chat, no bar da esquina... sempre há possibilidade de se viver um grande amor. Eu me sinto e faço tudo pra ser um cara legal. E vc, se sente assim? Acha mesmo que num mundo tão grande não existam pessoas que sejam gente do bem, assim como eu e você?

    Depois te conto minhas aventuras de final de semana.

    Beijos,
    Willians.

    ResponderExcluir
  2. pode deixar, voltarei bastante! õ/ hoje estou meio sem tempo pra ler, mais amanha, leio tudo isso ae! mto trabalho hoje, segunda feira foda!KKKKK, beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. quantas e quantas vezes a mesma coisa não me aconteceu...

    eu poderia te dizer q isso aconteceu pq ele não te merece, até pq um kra idiota assim não te merece mesmo...

    mas sei tb q isso não diminui a dor (e humilhação) que vc tá sentindo...

    a única coisa que posso te dizer: é q uma hora, vc aprende a lidar com esse tipo de rejeição, constrói uma casca. um escudo, e caso aconteça de novo, vc vai apenas sorrir ironicamente

    sinceramente
    te desejo a habilidade de sorrir ironicamente

    ResponderExcluir
  4. NADA DE BUSCAR UMA PESSOA ESPECIAL, UMA PESSOA CERTA ...

    QUANDO VC MENOS ESPERAR ALGUEM APARECE E "POWWWW" ... CHEGOU O AMOR !!!!!!!!!




    HAIRYBEARS
    http://hairybears.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. acredite, somos todos meio idiotas.

    vc nao é exceção nem epítome da especie.

    ja desisti de bate papo faz tempo. Impossivel conversar mais de 5 minutos la.

    bjao.

    ResponderExcluir
  6. Hum, acho que as vezes é melhor parar de procurar, não creio que salas de bate papo seja o melhor lugar para encontrar uma pessoa, boa parte dos que frequentam esse tipo de meio de comunicação, estão atrás de sexo fácil. Podemos encontrar o amor da nossa vida no mercado, na esquina, na igreja (meu caso), na rodoviária (caso de uma amiga), enfim, o bate papo não é o unico meio que nos foi reservado.

    Antigamente eu também era muito ciumento, hoje não ligo se o Douglas olha para o lado, enfim, não posso proibi-lo de admirar uma pessoa bonita, não vejo nada de errado nisso. Tente trabalhar esse seu lado, não sei se era o caso do cara que você estava, mas pense nisso quando você estiver namorando, isso evitará muitas brigas, pode acreditar.

    ResponderExcluir
  7. eu acho que nisso tem um grande problema! ALTO-ESTIMA, é nela qe temos qe se segurar nessa hora, e se ela estiver ferida, POR FAVOR, erga-se. Ngm vai a lugar nenhum desse geito, e vc me parece querer mto ser feliz, entao mostre-se querer mto sair disso, dessa foça toda, dessa depre total! seja forte, e busque o que mais vc quer, afinal de contas, nada é facil. NADA! Bjos, bom FDS! ;*

    ResponderExcluir
  8. ...

    Lendo tantas palavras, sentindo o que por trás delas estavam (quantos sentimentos, bons por sinal!), diria apenas duas coisas, ambas fruto de minha modesta opinião:

    1ª) Definitivamente, ele NÃO te merecia! E por quê? Porque o amor é solo de verdade pra se pisar, é alicerce que se mantém de pé com o que se é (e não pela aparência de ser o que nunca foi). Ele, ao que parece, andava inconstante, preocupado demais com o que os outros pudessem achar (daí as reprovações quanto ao seu modo de ser naturalmente você-você), sem alicerces seguros!

    2ª) Definitivamente o problema NÃO é você! Este é o grande mal que nos fazemos: trazer pra nós a responsabilidade que não nos cabe. Você é singular, não a sombra de ninguém. Você é especial, não o espetáculo para ser mostrado a quem quer que seja, familiares inclusive. Você é único, o que vale dizer: único para outro alguém único.

    Sê feliz com as coisas mais simples no dia de HOJE. O amanhã virá com outro pôr-de-sol. Nenhum deles será seu. O seu virá com o vento, numa brisa chegando de mansinho. Pode ter certeza. Apenas descanse.

    Como disse um Ser de Luz, “basta a cada dia o seu próprio mal, portanto, não vos ansieis com o amanhã!”.

    ...

    ResponderExcluir
  9. Ola sou novato neste espaço de blog,
    sabe que estou gostando ,encontrei o seu e ti digo gostei muito vou acompanhar.
    É eu encontrei alguem em um site de relacionamentos ,cara ele e demais discreto tbm so que to tendo
    ums probleminhas digo nos dois .
    queria muito que descemos certo.
    to sofendo muito por isso:(
    talvez e por isto que to correndo atras de blogs pra ver se encontro
    algo que me ajude ,a descifrar a esfinge.
    gostaria que desce uma olhada no meu blog e leia os meus posts ira
    saber oque estou passando.
    bom vou ficando por aqui.
    boa sorte
    abrços.

    ResponderExcluir
  10. ola
    gostei muito do seu blog,estou começando agora ,espero que veja o meu .
    seu post se enquadra um pouco com oque estou passando.
    espero sua visita.
    obrigado
    boa sorte.

    ResponderExcluir

Partilhe comigo deste devanneio...